UNIÃO DE ALMAS, FUSÃO DA MATÉRIA

Sem título

A verdadeira demonstração, prova, do prazer de estar com alguém que provavelmente vai calçar para a vida toda, envelhecer junto, é dormir “de conchinha”, agarrado.
Acho que este ato, que dura a noite toda, todas as noites, não é só de amor, de ter a necessidade de sentir o cheiro do cabelo, o calor e suor do corpo do seu bem, para bem dormir, mas é um processo contínuo de união de almas e fusão da matéria que não acontece com qualquer um com quem nos relacionamos.
Um reencontro de seres, que aconteceu em encarnações passadas, acontece nesta de agora e acontecerá sempre, nas próximas.
Se alguém assim esteve, está ou aparecerá na sua vida, faça o seu melhor. É um encontro difícil de acontecer.
Durante o dia, influenciado por este mundo louco e com tantas atribuições, você pode até falhar, mas você consegue dizer para este ser, claramente, com verdade, durante a noite, o quanto ele é importante e indispensável para o seu ser.
Se isso acontecer durante a noite, todas as noites, o que abraça é a verdade e não a conveniência ou o hábito vazio.
João Castro

DEIXANDO A POESIA DE LADO E A MINHA VERDADE À FRENTE

Sem título

Sim, busque você, seja feliz consigo, a felicidade não depende de outro alguém.

Mas de qual felicidade ou estágio dela estamos falando ou qual você está buscando?

O fato é não acomodar-se em si.
O fato é não acovardar-se na sua coragem ou dentro da “sua casa feliz”.
O fato é não amedrontar-se no seu real sentimento de encontro e de felicidade consigo.

A felicidade que eu busco hoje, a que sempre busquei, é a do estágio dois, um depois do estar bem consigo.

Quero e terei uma boca para beijar.
Um cabelo para desmanchar.
Par de olhos para penetrar.
Corpo para apertar em toda e qualquer parte.

Anos depois e para sempre… Quero e terei a tua boca para conversar.
Seu cabelo branco para pentear.
Par de olhos, em volta já enrugados, para me conectar.
Corpo já fora de forma para eu aquecer, na cama, em noites de frio, e também apertar em toda e qualquer parte.
Envelhecendo sorrindo, leve e ainda mais feliz.
Como é indispensável esse “estágio 2″

João Castro . 02/2019

O QUE É SER BEM SUCEDIDO?

51304312_1444025195732694_1724755245692616704_n

O que é ser bem sucedido?
Como as pessoas me olham?
O que é sucesso e qual o seu real valor, ou necessidade?

Talvez sucesso seja viver com saúde,  equilíbrio emocional, respeito, e não resultados ou bens.

Acham que sucesso é quanta grana alguém ganha, o tamanho do seu evento, seu poder de influência, mas não, acreditem, tudo isso é um grande engano. Atingir o sucesso é você se orgulhar daquilo que você desejou e realizou, não para os outros, mas para si.

É assim que eu penso e é assim que eu sempre pensei. É assim…

RESPONDENDO COM O SILÊNCIO

IMG_20190127_221621_803

Chega um momento da vida, normalmente quando você já está mais velho, que não há a necessidade de responder a qualquer elogio, ofensa, pensamentos, opinião e etc.

As vezes, muitas vezes, quase sempre, a melhor resposta é o silêncio, pois é ele que quase sempre faz o outro pensar sobre si, sobre o que disse, sobre o que pensa e sobre a vida em si.

Se não somos perguntados, por que temos a necessidade de falar? Quase sempre a resposta para esta questão, vai chegar no Ego. É ele que tem vontade de falar, de se explicar, se defender ou até se impor.

Ouça o que as pessoas tem a dizer, jogue para dentro de si, pense, reflita, conclua e amadureça. Isso é melhor do que falar, desperdiçar energia e muitas vezes em vão.

Claro que não é bom guardar ofensas, você pode adoecer fisicamente por isso, e se não pode colocar o que pensa pra fora, use a outra maneira de aliviar e não adoecer, que é perdoar, assumindo ou entendendo que aquilo veio de um ser humano, igual a você, que certamente erra também!

Caso seja perguntado, dê o seu ponto de vista sem acusar. Faça isso de maneira doce, carinhosa e humilde. Demonstre que é assim que você pensa, enxerga as coisas, podendo também estar errado.

Ouvir é o que nos faz amadurecer e melhorar. Falar, nem sempre nos entrega este mesmo resultado.

É assim que penso hoje e queria dividir, de maneira doce, carinhosa e humilde.

EU TE PERDOO MEU AMIGO

IMG_20190112_230629_485

Eu perdoo a sua falta de cuidado, mas não consigo mais cuidar da nossa agora frágil amizade.
Eu perdoo cada total presença sua, acenando claramente e se fazendo presente, aonde não deveria estar.
Eu perdoo a sua falta de cuidado, ou pior, de verdade e sinceridade com a nossa amizade ou coleguismo.
Eu perdoo a sua despreocupação, que com a sua maturidade, idade, vivencia, não cabe justidicar, não foi um despercebido engano!
Foi ato pensado, assumindo os riscos.
Eu perdoo as frases ousadas e a forma com que se colocou entre o que estava sendo bom para mim.
Eu perdoo a interferência que você causou.
Eu perdoo não ter se colocado em meu lugar, para protagonizar a minha dor… incômodo.
Eu perdoo a sua pequena influencia no resultado e no desgaste.
Consigo ver estímulos à manutenção da sua constante presença.
Eu entendo a sua carne, as suas necessidades e até a sua fragilidade, única justificativa que consigo dar ao seu profundo descuidado, com o seu amigo.
Eu verdadeiramente perdoo, te respeito e de mim continuará tendo todo o amparo humano.
Peço a você perdão, e entendimento, mas não consigo mais olhar nos seus olhos.
Não conseguirei mais sorrir quando te encontrar.
Eu não mais consigo apertar a sua mão… Desejo a nós dois luz e sabedoria. 📸 João Castro/ 🇦🇷 2019
✒João Castro / jan 2019

Breve

Breve